ISMAC - Instituto Sul Mato Grossense para Cegos Florivaldo Vargas. Educação, Assistência e Trabalho!

I ENCONTRO REDE DE LEITURA INCLUSIVA DO MATO GROSSO DO SUL

08/12/2014 - O evento gratuito acontecerá no dia 9 de dezembro, terça-feira, de 9h às 16h, na Universidade Católica Dom Bosco


Na imagem membros da rede de leitura inclusiva do Mato Grosso do Sul.
Na imagem membros da rede de leitura inclusiva do Mato Grosso do Sul.


A Rede de Leitura Inclusiva é uma proposição da Fundação Dorina Nowill para Cegos em parceria com organizações e pessoas comprometidas com a inclusão de pessoas com deficiência ao acesso a leitura e a informação. 12 dos 27 Estados brasileiros já participam da rede e em Mato Grosso Sul as organizações se juntaram para promover o I Encontro da Rede de Leitura Inclusiva do Estado do Mato Grosso do Sul.

 

O evento gratuito acontecerá no dia 9 de dezembro, terça-feira, de 9h às 16h, na Universidade Católica Dom Bosco – Av. Tamandaré, 6000 – Jardim Seminário, Campo Grande (MS). A ação prevê o fortalecimento de ações inclusivas a partir da formação de rede e na programação haverá uma mesa de convidados que irão compartilhar as suas experiências no desenvolvimento de ações inclusivas e, na sequência, um bate papo sobre o assunto com os participantes. A tarde será um momento de vivenciar práticas inclusivas a partir das oficinas temáticas.

 

Confirma a programação completa e entre em contato para saber como participar:

 

Informações e inscrições: (67) 3325-0997 ou no e-mail : ismac.coordenacao@gmail.com

 

PROGRAMAÇÃO

9h – Apresentação Musical Roda de Viola e coro - Núcleo de Vivência do CAP-DV/MS

9h30 – Abertura do encontro (sugestão representante UCBD)

10h - Mesa com o tema “Acessibilidade à Leitura e a Informação”:

             Fundação Dorina Nowill para Cegos, ISMAC, SEMED

11h – Debates – Inteiração com os participantes

 

12h – Almoço livre

 

14h às 17h – Oficinas:

Leitura Inclusiva – formadora: Ana Paula Silva (Fundação Dorina Nowill para Cegos)

Sensibilização e desconstrução de mitos sobre a deficiência visual e a leitura inclusiva; orientações técnicas e práticas sobre deficiência visual; conhecimentos sobre livros acessíveis, suas diferenças e oportunidades; orientações teóricas e práticas sobre a leitura inclusiva; atividade prática de roda de leitura inclusiva. Oficina para professores, bibliotecários, mediadores de leitura, gestores e demais interessados no tema.

 

MECDAISY - Tecnologias Acessíveis – formadores Felipe Garcia Gomes/ Luis Carlos Campaner/Jose Aparecido da Costa – Mélissa Lopes de Souza e Maria Candida Abes (CAP – DV/MS)

Objetiva desenvolver práticas significativas por meio dos comandos do tocador MECDAISy como forma de acesso à leitura de livros no formato digital, tendo como referência às Notas Técnicas publicadas pelo Ministério da Educação que orientam acerca da descrição de imagens e quanto à usabilidade do mencionado programa. Público alvo: Professores Auxiliar de Biblioteca e demais interessados na oficina.

 

Contação de História - Formadora: escritora Sandra Andrade (ISMAC) - Contação de História com o objetivo da Inclusão do Deficiente visual e dos cegos. Sensibilização: Ler, ler, ler... Depois ouvir com olhos fechados para sentir cada palavra, tocar com o pensamento cada metáfora, sentir a textura de asas... Serão trabalhadas duas histórias: COMO UM COLARA e MOÇA TECELÃ, de Marina Colasanti.

 

CENÁRIO NACIONAL

Segundo o IBGE, há no Brasil 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo que na região Sudeste tem o maior percentual, representado por 38,09% da população; seguido do Nordeste, com 33,29%. No Sul, são 13,15%, no Norte, 8,73% e na região Centro-Oeste são 6,73%. Para atender a cerca de 150 mil pessoas com deficiência visual em todo o Brasil, a Fundação Dorina produz e distribui livros em formatos acessíveis – braille, impressão em fonte ampliada, áudio ou digital acessível Daisy – de acordo com as preferências de leitura de pessoas cegas ou com baixa visão em todo o Brasil.

 

 

 

Sobre a Rede de Leitura Inclusiva

Para que os materiais acessíveis e a inclusão por intermédio da leitura gerem ainda maior impacto, a Fundação Dorina desenvolve um trabalho de promoção de leitura inclusiva direcionada aos profissionais de todas as regiões brasileiras. Desde junho de 2013, a instituição promove Oficinas de Capacitação, Rodas de Leitura Inclusiva e Grupos de Trabalhos regionais, que têm sido alicerce para a formação da Rede de Leitura Inclusiva. Atualmente, 12 dos 27 Estados brasileiros estão inseridos, sendo eles São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Pernambuco, Pará e Amazonas. Cada Estado, forma seu grupo de trabalho e atua localmente com diagnóstico e compartilhamento de ações em prol da deficiência visual e demais deficiências, garantindo o fortalecimento, a atuação e a capilaridade regional. Este trabalho consiste em manter os profissionais que lidam com pessoas com deficiência visual atualizados e informados sobre como oferecer materiais acessíveis ao seu público. Para os professores, por exemplo, este trabalho desenvolve a técnica para que a contação de histórias possa ir além e também possa ser interativa para as crianças com deficiência visual. leiturainclusiva@fundacaodorina.org.br

 

 

 

 

 



« Voltar para Notícias


Fim do conteúdo

Opções de visualização

Resumo do site