ISMAC - Instituto Sul Mato Grossense para Cegos Florivaldo Vargas. Educação, Assistência e Trabalho!

Ismac realiza mais de 21 mil atendimentos em 2014

24/02/2015 - Entre os serviços prestados pelo Ismac estão o ensino do Sistema Braille, Psicologia, Serviço Social, Orientação e Mobilidade, Atividades da Vida Diária, Educação Física, Música, Artesanato, Judô, Teatro e Capoeira.


Na imagem a turma de formandos do curso de massoterapia
Na imagem a turma de formandos do curso de massoterapia


Em 2014, o Instituto Sul-mato-grossense para Cegos Florivaldo Vargas (Ismac) realizou mais de 21 mil atendimentos. Os dados foram apresentados por meio de um balanço publicado pela entidade em uma assembléia geral de prestação de contas.

 

O trabalho do Ismac impactou diretamente a vida de 523 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos com deficiência visual. De acordo com o atual presidente da entidade, Márcio Ramos, os números apontam uma projeção de crescimento, mas também o desafio de manter a qualidade dos serviços oferecidos. “É um balanço bastante positivo, porém mostra a necessidade de mais investimentos e a sociedade pode participar disso”, ressaltou Márcio referindo-se sobre a oportunidade de tornar-se associado ou voluntário da instituição.  

 

Para manter as inúmeras atividades, o Instituto conta com a ajuda de amigos e parceiros que doam mensalmente qualquer quantia em dinheiro. A corrente solidária tem contribuído para que o Ismac desenvolva uma série de atividades especializadas e gratuitas nas áreas da saúde, educação e assistência social, contribuindo para o processo de habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência visual. Entre os serviços prestados pelo Ismac estão o ensino do Sistema Braille, Psicologia, Serviço Social, Orientação e Mobilidade, Atividades da Vida Diária, Educação Física, Música, Artesanato, Judô, Teatro e Capoeira.

 

Mas o desafio não para por aí e o Ismac planeja ampliar e qualificar cada vez mais sua atuação a favor da maior qualidade de vida de pessoas cegas. “O objetivo é garantir o desenvolvimento e autonomia da pessoa com deficiência visual e integrá-los com a família e a sociedade”, completa o presidente da entidade. 



« Voltar para Notícias


Fim do conteúdo

Opções de visualização

Resumo do site